Buffer

artigo
Ensinando Física...

Ensinando Física.... Cadernos de Educação, Instituto Piaget, Lisboa, n. 6, pp. 6-7, 21 jun. 1995.

Resumo
Todos nós, desde as nossas primeiras explorações do mundo que nos rodeia em bebés ou pouco mais que isso, começamos a adquirir espontaneamente conceitos sobre o funcionamento da "máquina do mundo". São esses conceitos que nos permitem viver o dia-a-dia, deslocarmo-nos, mover objectos, utilizar artefactos simples como alavancas, manivelas, torneiras, janelas, gavetas, cestos de papéis, e mesmo praticar desportos como futebol, ténis, tiro com arco, etc. Essa é a chamada Física Intuitiva. Sabe-se, porém, que o conhecimento hoje considerado como «científico» e constituindo, portanto, a Ciência "oficial" evoluiu com o passar dos tempos a partir desses mesmos "conceitos espontâneos" através de um processo de depuração por meio de experimentação cuidadosa e interpretação rigorosa. No ensino de Física, muitas vezes certas concepções pertencentes ao senso comum entram em conflito com os endossados pela Ciência. 

downloadAdobe file (.pdf)

Referências

  • BACHELARD, Gaston, A Epistemologia, Edições 70, Lisboa, 1990. 
  • EDWARDS, Betty, Desenhando com o Lado Direito do Cérebro, Ediouro, Rio de Janeiro, 1979. 
  • MARIANO GAGO, José, Quantidades e Qualidades na Física do Senso Comum, in Matemática e Cultura I, coord. de J. Furtado Coelho, Centro Nacional de Cultura, Cosmos, 1992, pp. 151-161. 
  • McCLOSKEY, Michael, Intuitive Physics, Scientific American, v. 248, n. 4, pp. 122-130, abr. 1983. 
  • NUSSBAUM, N., NOVICK, S., Creating Cognitive Dissonance between Students’ Preconceptions to Encourage Individual Cognitive Accommodation and a Group Cooperative Construction of a Scientific Model, AERA National Conference, Los Angeles, 1981, citado em ZYLBERSZTAJN, Arden, Concepções Espontâneas em Física : Exemplos em Dinâmica e Implicações para o Ensino, Rev. de Ensino de Física, v. 5, n. 2, pp. 3-16, dez. 1983. 
  • PIAGET, Jean, La Prise de Conscience, PUF, Paris, 1974, citado in KAMII, Constance, O Conhecimento Físico e o Número na Escola Infantil, Revista Aprendizagem/Desenvolvimento, v. I, n. 3, pp. 9-28, 3º trimestre de 1981. 
  • VILLANI, A., PACCA, J.L.A., KISHINAMI, R.I., e HOSOUME, Y., Analisando o Ensino de Física : Contribuições de Pesquisas com Enfoques Diferentes, Rev. de Ensino de Física vol. 4, 1982; Concepção Espontânea sobre Movimento, Rev. de Ensino de Física, v. 7, n. 1, pp. 37-45, jun. 1985. 
  • WELD, Daniel S., e de KLEER, Joahn, Qualitative Physics : A Personal View, in idem, Readings in Qualitative Reasoning about Physical Systems, Morgan Kauffman, 1990, pp. 1-8; 
  • HAYES, P., The Naive Physics Manifesto, in Expert systems in the Microelectronics Age, MICHIE, D., (ed.), Edinburgh University Press, 1979; 
  • FORBUS, Kenneth, D., Qualitative Physics: Past, Present, and Future, in Exploring Artificial Intelligence, SHROBE, Howard, (ed.), Morgan Kaufmann, 1988, pp. 239-296.

Voltar a Artigos Científicos.


Citar esta página:
dos SANTOS, Renato P. . In Física Interessante. 29 Mar. 2014. Disponível em: <>. Acesso em: .

Voltar ao começo desta página

Voltar à página principal de Física Interessante


e-books Grátis


View Renato P. dos Santos's profile on LinkedIn

Renato P. dos Santos


Física Interessante no Google+



CSS válido!